Deputados decidem pelo arquivamento da denúncia contra Michel Temer

Protesto contra Temer em Campos dos Goytacazes

Protesto contra Temer em Campos dos Goytacazes

Nesta quarta-feira, os argumentos ligados à família ou às bases eleitorais dos parlamentares ficaram de fora dos discursos no microfone do plenário.

No inquérito, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acusa Temer de ter se aproveitado da condição de chefe do Poder Executivo e recebido, por intermédio do seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, "vantagem indevida" de R$ 500 mil. O parecer foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) e recomendava ao Plenário que negasse a autorização para que o STF abra processo com base em denúncia de Janot.

Já orientaram os votos contra a abertura do processo o PP, da deputada Conceição Sampaio, o PR, de Alfredo Nascimento. A votação começou às 18h21. A sessão está marcada para 9 horas e deve durar o dia todo. De acordo com Jucá, o partido fechou questão em relação à denúncia contra o presidente Temer. Após Abi-Ackel, falou o advogado de Temer, Antônio Mariz. Os votos a favor de Temer, somados às ausências e abstenções, já somaram mais de 172, inviabilizando o número mínimo de 342 votos para a continuidade da denúncia. Ele terá até 25 minutos para falar e será seguido pela defesa do presidente Michel Temer (PMDB), por igual tempo.

Os partidos da oposição prometem não registrar presença no início do dia para adiar a votação para o final do dia. O empresário e um dos donos do grupo JBS, gravou, sem o conhecimento de Temer, uma conversa com ele no palácio do Jaburu, em 7 de março. Os deputados serão convocados por ordem alfabética.

Previdência. Maia usou a votação da denúncia como "termômetro" para a votação da reforma da previdência.

O deputado Silas Freire que votou "Não" disse que é preciso passar a limpo o Brasil e que era necessário transparência no País. Dilma Rousseff e Fernando Collor, ambos alvos de impeachment, responderam por outros tipos de crimes. Entre os 11 magistrados, haverá uma nova votação para verificar se Temer virará réu ou não.

Latest News