Delatados pela JBS, Anthony Garotinho e Rosinha são presos no Rio

Rosinha é transferida do presídio de Campos para prisão no Rio

Delatados pela JBS, Anthony Garotinho e Rosinha são presos no Rio

Já estavam atrás das grades, na cadeia de Benfica, o ex-governador Sérgio Cabral e os deputados estaduais afastados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos da cúpula do PMDB fluminense.

Os ex-governadores do Estado do Rio de Janeiro, Anthony e Rosinha Garotinho, foram presos na manhã desta quarta-feira (22) pela Polícia Federal.

Os dois são acusados de fazerem parte de uma organização criminosa, composta por mais seis pessoas, responsável por arrecadar recursos de maneira ilícita com executivos. A ex-governadora estava na casa da família, em Campos dos Goytacazes, no norte do Estado. Suspeita-se que os serviços não eram efetivamente prestados e que o contrato, de aproximadamente 3 milhões de reais, serviria apenas para o repasse irregular de valores para utilização nas campanhas eleitorais. O delator contou que, em reunião determinada pelo ex-governador, alguém da JBS faria contato com o empresário Brauny, seu sócio na empresa Ocean Link, para tratar de uma contratação.

De acordo com o jornal "O Globo", o esquema foi revelado pelo ex-diretor de relações institucionais da JBS Ricardo Saud.

Delatados pela JBS, Anthony Garotinho e Rosinha são presos no Rio
Delatados pela JBS, Anthony Garotinho e Rosinha são presos no Rio

Eles já foram presos outras vezes e já estão até condenados neste processo e em outros, relativos ao periodo em que foram governadores, mas acabam sempre por ser libertados dias ou meses depois por ordem da justiça após recorrerem. "Demonstra o citado réu (Garotinho) personalidade voltada para a prática de crimes", escreveu na decisão o juiz Glaucenir de Oliveira.

O juiz determina ainda que Garotinho, Rosinha e Antônio Carlos Ribeiro da Silva - apontado como um dos operadores financeiros de Garotinho e também alvo de mandado de prisão - sejam mantidos em celas separadas.

Em nota, a assessoria do político disse que "querem calar o Garotinho mais uma vez" e que o ex-governador atribui a operação "a mais um capítulo da perseguição que vem sofrendo" por ter denunciado um esquema envolvendo o ex-governador Sérgio Cabral na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e irregularidades supostamente praticadas pelo desembargador Luiz Zveiter.

Latest News